(54)2103.3333

Procedimento inovador marca-passo fisiológico para tratamento de bloqueio atrioventricular total em paciente adolescente com cardiopatia congênita é realizado com sucesso no Hospital de Clínicas de Passo Fundo

O procedimento do implante de marcapasso fisiológico e condução do caso clínico foram realizados pelo cardiologista e eletrofisiologista, Dr. Edimar Lima e pelo cirurgião cardíaco, Dr Marcelo Momoli.

 

Um caso clínico raro de implante de marcapasso fisiológico para tratamento de bloqueio atrioventricular total em cardiopatia congênita num paciente adolescente, foi realizado recentemente pelo médico cardiologista e eletrofisiologista, Dr. Edimar Lima e cirurgião cardíaco, Dr Marcelo Momoli, no Serviço de Cardiologia do Hospital de Clínicas (HC) de Passo Fundo.

 

O paciente com idade de 14 anos era portador de duas doenças cardiológicas, interferindo em sua qualidade de vida e desenvolvimento. O médico cardiologista e eletrofisiologista, Dr. Edimar Dal Agnol de Lima, membro do corpo clínico do HC, explica o que é o bloqueio atrioventricular e quais seus riscos para o paciente.

 

“O bloqueio atrioventricular total é um bloqueio elétrico do coração, numa região específica chamada nó atrioventricular, assim o estímulo elétrico não “chega” adequadamente aos ventrículos que “bombeiam” o sangue para todo o corpo. Consequentemente a frequência cardíaca do paciente fica muito baixa, na média de 30 bpm, assim o paciente apresenta cansaços, desmaios e pode ter uma morte súbita.” pontua Dr. Edimar de Lima.

 

O especialista esclarece ainda como a cardiopatia congênita ocorre. “A cardiopatia congênita é uma cardiopatia que resulta de uma má formação cardíaca que ocorre embriologicamente. Neste caso clínico em específico, era um menino de 14 anos, que estava com um bloqueio atrioventricular total e numa cardiopatia congênita que apresenta  transposição dos grandes vasos embriologicamente corrigida, na qual ocorre  inversão dos ventrículos direito e esquerdo. Em situação normal o ventrículo direito é responsável para bombear o sangue para os pulmões e o esquerdo para todo o corpo. Então, neste adolescente, o ventrículo direito estava fazendo a função de bombear o sangue para o todo corpo, função a qual não consegue fazer com total eficiência.” destaca. 

 

Esse caso possuía indicação de uso de marcapasso. Porém, devido a estas alterações no sistema cardiovascular, o uso do marcapasso fisiológico ou Hissiano, mostrou-se a opção mais indicada. “Em algumas situações o marcapasso tradicional pode levar com o passar do tempo a insuficiência cardíaca. Era a urgente a necessidade de implante de marca-passo nesse menino.  Porém, se implantássemos um marca-passo convencional, o coração desse menino poderia ser ainda mais comprometido. Assim, temos a opção de colocar um marcapasso fisiológico, que é implantado em local específico do coração, para manter a estimulação elétrica natural do coração e assim preservar a função ventricular.” explica Dr. Edimar de Lima, médico cardiologista e eletrofisiologista responsável pelo procedimento.

 

A equipe enfrentou ainda mais um desafio, pois, já que o marcapasso fisiológico utiliza a condução elétrica natural do coração e considerando as alterações congênitas do paciente, a identificação do local onde os impulsos elétricos se originam se torna mais complexa. “Foi realizado o implante de marcapasso fisiológico para preservar a função cardíaca. Mas a grande dificuldade encontrada, e por isso talvez tenha sido o primeiro caso no Brasil, era o de realizar o implante em um coração congenitamente modificado. Assim, o local específico de implante, onde há condução elétrica natural, era desconhecido. Felizmente o local foi localizado, e o implante foi realizado com sucesso e a condução elétrica natural do paciente foi preservada.” destaca o cardiologista. 

 

A estimulação cardíaca hissiana, utilizada neste caso, é considerada tecnicamente mais complexa do que a tradicional, mas apresenta resultados promissores e clinicamente seguros de acordo com as recentes pesquisas na área de eletrofisiologia. 

 


Últimas notícias

Hospital de Clínicas de Passo Fundo - Rua Tiradentes, 295
CEP 99010-260 - Passo Fundo/RS
Tel. (54) 2103.3333
Ver no mapa

Design - Comunicação Social HCPF // Desenvolvimento da aplicação - Metasig

Desenvolvimento Metasig

   Consultas    Exames